Percurso de navegação

UE-Rússia: de uma "parceria de necessidade" para uma "parceria de opção"

EC

"A União Europeia e a Rússia são de facto parceiros estratégicos porque somos realmente indispensáveis à segurança, ao desenvolvimento económico e à prosperidade de cada um", disse o Presidente Durão Barroso depois de uma reunião da Comissão Europeia e do governo russo em Moscovo.

A Comissão Europeia, liderada pelo Presidente Durão Barroso, reuniu-se com o governo russo, liderado pelo primeiro-ministro Medvedev, para conversações executivo-a-executivo, em Moscovo, a 21-22 de março.

"O êxito da cooperação e do diálogo não surgem por coincidência. São o resultado da motivação conjunta, das consultas contínuas, do respeito pelos compromissos assumidos e de soluções abertas a novas ideias. Uma parceria estratégica deve ser desenvolvida com base na confiança estratégia", disse o Presidente Durão Barroso.

Durante as conversações foram debatidas várias questões, do comércio ao transporte, da energia à mobilidade, da ciência à boa governação e ao Estado de Direito. O Presidente Durão Barroso destacou o comércio como um dos pilares da cooperação UE-Rússia. Comércio aberto, regras transparentes e rejeição do protecionismo são claramente parte da resposta para restabelecer o crescimento mundial, disse o Presidente. Igualmente, foi adotado o Roteiro UE-Rússia para a Cooperação Energética até 2050. "Este Roteiro é uma expressão da nossa vontade para desenvolver uma visão partilhada, políticas comuns e um objetivo conjunto para alcançar um Espaço Energético Pan-europeu até 2050, se não for antes."

Segundo o Presidente Durão Barroso, a cooperação entre a UE e a Rússia deve proporcionar benefícios concretos aos cidadãos, como é o caso da agenda para a mobilidade. "Hoje, avançámos no nosso debate sobre a facilitação de vistos melhorada e estamos quase a alcançar um acordo", disse o Presidente da Comissão, referindo também o progresso feito nas Medidas Comuns para um regime de isenção de visto.

Ler a declaração

Ler o discurso

Ler o comunicado de imprensa

Ver o vídeo