Percurso de navegação

Declaração depois da sessão final do Conselho Europeu

EC

"Tivemos um debate substantivo na cimeira da zona euro sobre a análise da situação económica," afirmou o Presidente Durão Barroso no início da conferência de imprensa, tendo acrescentado: "O aspeto mais relevante é que para alcançar o crescimento sustentável precisamos realmente de aumentar a competitividade. E debatemos qual a melhor forma de alcançarmos isto."

Na sua declaração o Presidente Durão Barroso também falou sobre o desemprego jovem. Sublinhou que a Comissão avançou rapidamente para a Iniciativa para o Emprego dos Jovens e já esta semana apresentou as propostas necessárias para tornar esta Iniciativa numa realidade.

"Desde janeiro de 2012, a Comissão tem trabalhado com equipas de ação nos oito Estados-Membros com os níveis de desemprego jovem mais elevados. Juntos, direcionámos financiamento da UE para apoiar oportunidades de emprego para os jovens e ajudar as PME a obter acesso a financiamento. Os resultados foram positivos. No início deste ano, cerca de 16 mil milhões de euros de fundos da UE tinham sido mobilizados – duplicando a quantia que inicialmente estávamos à espera. Quase 800 000 jovens e 55 000 PME irão beneficiar disto. É claro que ainda há muito a fazer."

Segundo o Presidente da Comissão Europeia, possuímos simultaneamente elevados níveis de desemprego e défices de competências. A escassez de profissionais de TIC pode chegar aos 900 000 até 2015. "Existem oportunidades de emprego e temos de treinar os nossos jovens para as ocuparem," reiterou o Presidente.

"Hoje, ouvimos uma apresentação do primeiro-ministro Cameron sobre o G8. As três prioridades-chave, transparência, evasão fiscal e comércio, apresentadas pelo primeiro-ministro da Grã-Bretanha esta manhã, são questões sobre as quais a Comissão tem liderado o rumo nos últimos meses," continuou o Presidente Durão Barroso. Fez questão de clarificar que "o combate à evasão fiscal é uma prioridade porque todos devem pagar a sua parcela de impostos".

Relativamente ao comércio, o Presidente Durão Barroso disse que "é particularmente importante reafirmar o nosso compromisso com um sistema comercial multilateral sólido".

No que toca à Rússia, "temos de avançar de uma parceria de necessidade para uma parceria de opção," concluiu o Presidente.

Respondendo à pergunta de um jornalista sobre a estratégia económica da União Europeia, o Presidente Durão Barroso respondeu que a Comissão Europeia tem defendido a necessidade de reformas que são a única possibilidade de termos crescimento sustentável.

"É por isso que foi adotado um Pacto para o Crescimento e o Emprego," explicou, tendo acrescentado que temos de fazer mais. "Temos de combinar a política de solidariedade com a política de responsabilidade. Não se pode optar por uma ou outra. Não podemos opor o crescimento e a competitividade. Precisamos de ambos," disse o Presidente, e acrescentou: "Ao mesmo tempo, temos de possuir medidas mais direcionadas para o crescimento, que combatam, em particular, o principal flagelo do desemprego, ou seja, o desemprego jovem."

Ler o discurso completo

Ver o vídeo (Day 1)

Ver o vídeo (Day 2)