Percurso de navegação

Evento de lançamento do Ano Europeu dos Cidadãos

EC

O Presidente Durão Barroso participou num debate público na Câmara Municipal de Dublin que lançou o Ano Europeu dos Cidadãos. "Temos muitos assuntos para debater, 2013 será outro ano crucial para a Europa," disse.

No seu discurso de abertura, defendeu uma Europa unida como uma resposta eficaz aos desafios globais que não podem mais ser resolvidos a nível nacional.

Tomando como exemplo um assunto que fez eco na Irlanda – a regulação do setor financeiro - disse: "Já foi feito bastante… Agora temos de implementar uma união bancária para que possamos finalmente quebrar o ciclo vicioso entre a dívida bancária e a dívida pública. No futuro, deverão ser os bancos e os seus acionistas a pagar o saneamento dos bancos, não os contribuintes." E é ainda necessário mais apoio para o euro – a moeda única europeia -, em particular em termos de coordenação das políticas nacionais relevantes.

"Tudo isto deve ser acompanhado por mais responsabilidade e legitimidade democrática. Aqueles que tomam as decisões a nível da UE devem ser responsáveis a nível da UE, tal como os governos e o parlamento o são a nível nacional."

Durão Barroso elogiou o povo irlandês por conseguir ultrapassar a crise económica com uma resistência e determinação extraordinárias. "Estão a demonstrar que com vontade política e um sentido de solidariedade partilhada, as reformas e a coesão social podem ser realizadas em conjunto," afirmou.

Antes de responder a várias perguntas da audiência, encorajou todos os cidadãos europeus a participar no debate: "Acredito que a crítica construtiva não é uma ameaça ao projeto europeu. Mas o pessimismo e a indiferença são... Quero ver um verdadeiro debate sobre como a União Europeia deve evoluir nos próximos anos, tanto em termos económicos como políticos."

Ano Europeu dos Cidadãos 2013

Ler o discurso de abertura do Presidente

Ver o vídeo completo