Percurso de navegação

Combater a pobreza e a exclusão social: a abordagem da Comissão

Ryder Cup

A crise financeira tornou-se numa crise de confiança com um impacto profundo na economia, na sociedade e nos cidadãos europeus. Discursando ontem na Convenção da Plataforma Europeia contra a Pobreza e a Exclusão Social, em Bruxelas, o Presidente Durão Barroso sublinhou que a quebra deste ciclo exige consolidação orçamental, reformas profundas e investimentos direcionados, mas sem esquecer a inclusão social.

"Em toda a Europa, pela primeira vez em meio século, muitos dos nossos cidadãos não olham para o futuro com a expectativa de uma vida melhor, mas antes com incerteza e mesmo medo", disse o Presidente. "Mais de 1 em cada 5 europeus vivem sob a ameaça da pobreza, incluindo mais de 25 milhões de crianças."

"A causa de fundo da atual situação é económica e não conseguiremos ultrapassar o desafio social se não ultrapassarmos o desafio económico. Temos de compreender bem os fundamentos e trabalhar para o crescimento, um crescimento que deve ser sustentável e inclusivo, que é necessário ao desenvolvimento do nosso modelo social", disse Durão Barroso.

Na semana passada, a Comissão adotou a Análise Anual do Crescimento (AAC), que assume o combate ao desemprego e as consequências sociais da crise como uma prioridade. A AAC enfatiza a necessidade de proteger os mais vulneráveis e define as medidas para preparar uma recuperação geradora de emprego, para melhorar os níveis de empregabilidade e promover a inclusão social.

No contexto das atuais negociações financeiras, a Comissão continua a defender mais instrumentos para o crescimento sustentável e inclusivo e a criação de emprego, por exemplo, mais apoio para o Fundo de Ajustamento à Globalização e o Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas mais Carenciadas, dois instrumentos especificamente concebidos para fomentar a inclusão social.

"Temos de assegurar que a Europa possui os instrumentos de que necessita no futuro para garantir que o crescimento não só é sustentável, como também verdadeiramente inclusivo, para mostrar que, de facto, a economia social de mercado, o nosso modelo social europeu não está extinto", concluiu o Presidente.

Ler o discurso do Presidente

Mais sobre o combate à pobreza e a inclusão social

Ver o vídeo