Percurso de navegação

Acordo sobre auxílio às pessoas mais carenciadas na Europa

José Manuel Barroso receives a delegation from the European Federation of Food Banks (FEBA) © EU

O Presidente saudou o apoio da Federação Europeia dos Bancos Alimentares e de cinco instituições de caridade à proposta da Comissão para criar um Fundo de Auxílio Europeu às Pessoas mais Carenciadas na União.

Esta proposta foi adotada pela Comissão a 24 de outubro de 2012. "Aguardo com expectativa que os Estados-Membros e o Parlamento Europeu adotem esta proposta e o orçamento que a acompanha com a rapidez que se impõe, para que os apoios possam chegar às pessoas de que deles necessitam sem demora. Conto assim com a Federação Europeia dos Bancos Alimentares e outras instituições de caridade para defender o apoio a esta proposta junto dos Estados-Membros e do Parlamento," declarou o Presidente.

Contexto

O Fundo de Auxílio Europeu às Pessoas mais Carenciadas destina-se a apoiar a ação dos Estados-Membros na distribuição de alimentos às pessoas mais carenciadas, bem como vestuário e outros bens essenciais aos sem-abrigo e às crianças em situação de privação material. A Comissão previu um orçamento de 2,5 mil milhões de euros para o Fundo durante o período de 2014-2020, enquanto parte da sua proposta de junho de 2011 relativa ao Quadro Financeiro Plurianual.