Percurso de navegação

Debate sobre o Quadro Financeiro Plurianual com os Amigos da Coesão em Bruxelas

EC

Na cimeira dos Amigos da Coesão, o Presidente Durão Barroso fez um apelo a todos os chefes de Estado e de governo para que fosse feito um esforço adicional no sentido de se chegar a um consenso no Conselho Europeu especial, de 22 a 23 de novembro, e a um acordo com o PE até final do ano.

O Presidente também reiterou o seu apelo feito na reunião de outubro, em Bratislava, dos Amigos da Coesão onde disse que gostaria de "ver os Amigos da Coesão e os Amigos de Melhor Despesa unidos numa grande coligação como os Amigos do Crescimento, uma verdadeira coligação europeia para a Europa".

Acolheu com satisfação o apoio de vários atores da sociedade civil. Os parceiros sociais europeus, como a Business Europe e a Confederação Europeia dos Sindicatos, que também estiveram presentes na reunião, apoiam a medida para o crescimento. Os artistas e os cientistas também apoiam esta medida, defendendo programas europeus concretos, como o Erasmus para todos ou o Horizonte 2020, assim como os empresários europeus que defenderam o plano da Comissão para investir em infraestruturas estratégias nos transportes, na energia e na Internet (o "Mecanismo Interligar a Europa").

"Espero que estes argumentos sejam ouvidos no Conselho Europeu. Espero que no Conselho Europeu os chefes de governo não considerem somente de uma forma restrita aquilo que definem como interesse nacional. Mas que pensem também em termos europeus e sobre como é importante alcançar um consenso sobre o orçamento para a Europa", concluiu o Presidente.

Ler a declaração na conferência de imprensa

Ler o discurso da reunião

Ver o vídeo