Percurso de navegação

Nova ajuda à educação para crianças refugiadas na Jordânia

EC

Um novo donativo de €4,6 milhões foi concedido à UNICEF para programas de educação dirigidos a crianças refugiadas na Jordânia. Durante a sua estada no País, o Presidente Barroso encontrou-se com Sua Alteza o Rei Abdullah II e visitou o campo de refugiados de Za’atari..

“Temos de assegurar que as famílias que se viram obrigadas a fugir do seu País possam viver em condições dignas e que os seus filhos não percamo direito à educação e a um futuro mais auspicioso,” disse o Presidente Barroso ao anunciar um novo donativo à UNICEF. Significa que o contributo total da UE para este projeto chegará aos €10 milhões este ano.

A União Europeia apoia inteiramente as reformas políticas, económicas e sociais na Jordânia, e a sua assistência financeira ao País é um indicador claro disso mesmo. Nessa medida, a UE já afetou €220 milhões para o período de 2011-2013 e atribuiu recentemente mais €70 milhões do programa SPRING (Apoio à Parceria, Reformas e Crescimento Inclusivo). No dia da visita, foi assinado um ‘Contrato de Boa Governação e Desenvolvimento’ no valor de €40 milhões.

Após uma reunião com Sua Majestade o Rei Abdullah II da Jordânia, o Presidente Barroso sublinhou, numa declaração por escrito, a importância da Jordânia como parceiro da UE, enquanto ator e interlocutor regional essencial no Médio Oriente. Ambos partilham o objetivo global de promover a paz, a estabilidade e a prosperidade.

Os líderes recapitularam os progressos recentes no processo de reforma da Jordânia. “Mais uma vez, tive a oportunidade de transmitir a Sua Majestade o nosso firme apoio e incentivo à prossecução das reformas que consolidarão a democracia, o sistema judicial e o estado de direito na Jordânia,” referiu o Presidente.

O Presidente Barroso congratulou ainda a Jordânia pela sua solidariedade para com os Sírios que fugiram do seu País em busca de refúgio. “Nos últimos dias verificámos que a situação atual não é uma opção. Os trágicos efeitos do alastramento da crise Síria aos países vizinhos podem agravar-se ainda mais, pondo em risco a segurança regional. A prioridade é pôr termo aos assassínios na Síria, acabar com a opressão e apoiar uma transição pacífica. Neste contexto, apoiamos integralmente os esforços do Representante Especial Conjunto das Nações Unidas e da Liga Árabe,” disse o Presidente.

Mais imagens da visita ao campo de refugiados de Za’atari

Veja o vídeo da visita ao campo de refugiados de Za’atari e do encontro com S.A. o Rei Abdulah II