This site has been archived on (2014/11/01)
01/11/14

Percurso de navegação

UE e Japão negoceiam Parceria Económica e Acordos de Comércio Livre

O Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, o Presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy e o Primeiro-Ministro japonês, Shinzo Abe, falaram hoje ao telefone na sequência do adiamento da 21.ª Cimeira UE-Japão.

Recordando o estreitamento das relações UE-Japão desde a Declaração Conjunta de 1991 e a profunda transformação que o mundo tem vindo a atravessar nos últimos anos, os líderes são unânimes em afirmar que o Japão e a UE, parceiros globais com valores comuns, deveriam passar para um plano superior e mais estratégico nas suas relações, assegurando a sua perenidade. Comprometeram-se a intensificar os esforços comuns para a realização desse objetivo.

Os líderes decidiram iniciar negociações com vista a um acordo de cooperação política, global e setorial e um Acordo de Parceira Económica (APE)/Acordo de Comércio Livre (ACL) baseados na perspetiva comum sobre o âmbito e o nível de ambição fixados na determinação do seu alcance. Os líderes aceitaram iniciar as negociações em abril e expressaram o seu compromisso em celebrar estes dois acordos o mais cedo possível.

O APE/ACL deverá ser completo e abrangente e abordar todas as questões de interesse comum de modo a incentivar o crescimento económico, tanto no Japão como na UE, contribuindo assim para o desenvolvimento da economia mundial. O acordo de cooperação política, global e setorial deverá estabelecer uma base jurídica que promova uma parceria reforçada na abordagem de uma vasta gama de questões bilaterais e globais, enquanto parte de uma contribuição comum para a estabilidade, a segurança e o crescimento sustentável a nível mundial.

Os líderes reafirmaram o seu empenhamento global continuado em potenciar um crescimento assertivo, sustentável e equilibrado e em assegurar a estabilidade financeira da economia mundial. Neste contexto, os líderes trocaram impressões sobre a situação em Chipre, bem como sobre as intervenções mais alargadas que visam fortalecer a arquitetura da União Económica e Monetária. O Primeiro-Ministro japonês demonstrou estar ciente da importância dos esforços continuados da UE no sentido de garantir a estabilidade da economia europeia e confirmou que o Japão continuará a apoiar esses esforços. Destacou ainda as medidas políticas adotadas pelo seu Governo para revitalizar a economia japonesa. Reconhecendo a importância da ação política de ambas as partes no esforço para a recuperação da economia mundial, os líderes reafirmaram a necessidade de dar cumprimento a todos os compromissos assumidos no âmbito do G20 e a intenção de trabalhar em conjunto nesse contexto para atingir o objetivo pretendido.

Os líderes trocaram ainda impressões sobre a cooperação bilateral e questões regionais, incluindo a situação de segurança na Ásia Oriental, no Médio Oriente e na região do Sahel.

Os líderes decidiram marcar uma nova data para a Cimeira, tão rapidamente quanto possível, e exprimiram o desejo de que a mesma permita dar um novo impulso político à cooperação recíproca.

Ler a declaração conjunta