Antecedentes

O Organismo Europeu de Luta Antifraude é conhecido por OLAF, as iniciais do seu nome em francês: Office de Lutte Anti-Fraude.

1988

É criada a Unidade de Coordenação da Prevenção da Fraude (UCLAF), no âmbito do Secretariado-Geral da Comissão Europeia.
A UCLAF colabora com os serviços de luta antifraude dos Estados-Membros e assegura a coordenação e assistência necessárias para lutar contra casos de fraude organizada transnacionais.

1993

Os poderes da UCLAF aumentam gradualmente de acordo com as recomendações do Parlamento Europeu.

1995

A UCLAF é autorizada a realizar inquéritos por sua própria iniciativa, com base em informações de várias fontes.
Todos os serviços da Comissão são obrigados a informar a UCLAF de quaisquer suspeitas de fraude no âmbito das suas responsabilidades.

1999

Na sequência dos acontecimentos que levaram à demissão da Comissão Santer, foram apresentadas propostas relativas à criação de um novo organismo antifraude (o OLAF) dotado de maiores poderes. Essas propostas deram lugar:
- à criação do Organismo Europeu de Luta Antifraude (OLAF), enquanto entidade independente dentro da Comissão Europeia
(Decisão n.º 1999/352 pdf)
-   a regras gerais a que devem obedecer os inquéritos efetuados pelo OLAF Regulamento n.º 1073/1999 pdf
-  a  um acordo sobre investigações internas nas instituições da UE pdf

Print versionDecrease textIncrease text
Calendário de eventos
Última atualização:28/04/2015