ADVERTÊNCIA IMPORTANTE - As informações contidas neste sítio Internet estão sujeitas e a uma cláusula de exclusão de responsabilidade e a um aviso relativo ao copyright

esdeenfritpt


Da estratégia à acção: selecção de projectos

"Inovação no meio rural"
Caderno n°3
Observatório Europeu LEADER


Indice

 

Este caderno é o resultado de três actividades sucessivas organizadas pelo Observatório Europeu LEADER:

    1. A preparação e realização de estudos de casos em 7 territórios europeus sobre a necessidade de projectos, tanto no âmbito do LEADER I como, actualmente, no âmbito do LEADER II:

    • Wexford, no extremo sudeste da Irlanda

    • Ouest-Aveyron, no Sul-Pirinéus, a sul do Maciço Central (França)

    • Sierra de Béjar y Sierra de Francia (Castela-Leão) e Serrania de Ronda (Andaluzia) em Espanha

    • Capo Santa Maria di Leuca na região de Puglia (Itália)

    • Kozani (Macedónia Ocidental) e Psiloritis (Creta) Grécia.

    2. Um seminário intitulado "Seleccionar os projectos locais", organizado em Grevena (zona LEADER Kozani), de 5 a 11 de Maio de 1997, com participantes de cinco países.

    3. Um trabalho de análise das discussões e conclusões do seminário. Foram realizados alguns exemplos complementares, nomeadamente os de South Devon - Dartmoor (Inglaterra, Reino Unido), Canal de Castilla (Castela-Leão, Espanha), Guadiato (Andaluzia, Espanha).

Estas actividades inserem-se no âmbito do trabalho mais geral do Observatório Europeu LEADER, cuja uma das missões é o apoio à transferência das inovações nas zonas rurais.

Este caderno foi realizado por Samuel Thirion (INDE, Portugal) e Gilda Farrell (Observatório Europeu LEADER), em colaboração com Paul Soto (Iniciativas Económicas, Espanha). A realização do seminário e os estudos de casos foram coordenados por Samuel Thirion em colaboração com Pierre Campagne (IAM, Montpellier), Carlo Ricci (Agriteknica, Itália), Michael Mernagh (LEADER Wexford, Irlanda) e Stavriani Koutsou (Universidade de Tessalónica, Grécia), Alexandra Pesce (INEA, Itália), Lorenzo Barbera (CRESM, Itália) e Maria-Christina Makrandréou (Observatório Europeu LEADER). Yves Champetier e Jean-Luc Janot (Observatório Europeu LEADER) contribuíram para a finalização deste documento. Responsável pela produção: Christine Charlier (Observatório Europeu LEADER).

 


Indice

 

Introdução

Captíulo 1: As diferentes modalidades de selecção de projectos

  • 1.1 Vários tipos de intervenção possíveis
  • 1.2 Tipos de projectos e de beneficiários
  • 1.3 Critérios de selecção
  • 1.4 Resultados da actividade
  • 1.5 Formas e estratégias de difusão
  • 1.6 Periodicidade do convite para apresentação de projectos
  • 1.7 Exigências na apresentação dos dossiers
  • 1.8 Aplicação dos critérios de selecção
  • 1.9 Modulação das taxas de subvenção
  • 1.10 Abordagens diferenciadas

Captíulo 2: A selecção de projectos: expressão de uma estratégia de desenvolvimento

  • 2.1 Diversidade dos contextos, diversidade das respostas
  • 2.2 Mais uma perspectiva de desenvolvimento do que um conjunto de processos

Captíulo 3: A selecção dos projectos no processo de animação do território

  • 3.1 O que se entende por "animação de um território"?
  • 3.2 Parceria local e selecção de projectos
  • 3.3 Etapas do processo de animação e selecção de projectos

Captíulo 4: A evolução das modalidades de selecção dos projectos

  • 4.1 Evolução do contexto institucional
  • 4.2 Mudanças introduzidas pelos próprios GAL
  • 4.3 Conclusão

Captíulo 5: Optimizar os efeitos ao nível local

  • 5.1 Optimizar os efeitos em termos de projectos seleccionados
  • 5.2 Optimizar os efeitos em termos de dinâmicas territoriais
  • 5.3 Uma visão de conjunto dos efeitos

Conclusões


Você pode também carregar a
versão PDF desta coleção de documentos.

Adobe
Para ler e imprimir estas páginas,
carregue e instale
Acrobat Reader ©,
software gratuito.


European Flag

Comissão
Europeia

Direcçáo-geral
da Agricultura