A PAC para as escolas

Política
Agrícola
Comum
EuropeiaPAC

Cuidar das
nossas raízes

A Política Agrícola Comum (PAC) Europeia reflete a aspiração da sociedade europeia a uma política que garanta alimentos de qualidade, uma gestão adequada dos recursos naturais e um desenvolvimento equilibrado do nosso espaço rural. É uma política para o benefício de todos os cidadãos da União.

Dacian Cioloș, Comissário Europeu da Agricultura

Factos sobre a PAC: Sabia que… ?

  • A Política Agrícola Comum é uma das políticas mais integradas da União Europeia.
  • Atualmente, as indústrias agrícola e agroalimentar representam 46 milhões de postos de trabalho e 6% do PIB europeu.
  • A família média da União gasta na alimentação cerca de 15% do seu rendimento mensal, ou seja, metade da percentagem de há 50 anos atrás.
  • Os agricultores gerem mais de metade do território europeu, tendo um papel importante na preservação dos recursos naturais.

A PAC nas nossas vidas

Muito do que consumimos e utilizamos todos os dias provém do campo: do leite, pão e carne, aos vegetais, óleos e vestuário.

A agricultura está no centro da nossa vida quotidiana, sendo vital para a economia e a sociedade. E sem agricultores, não há agricultura. Os agricultores produzem alimentos seguros e de elevada qualidade para mais de 500 milhões de cidadãos europeus. Também ajudam a combater as alterações climáticas e a preservar a diversidade agrícola.

Em Junho de 2013, as instituições da União Europeia chegaram a acordo sobre uma reforma da PAC destinada a responder aos desafios futuros. A versão mais recente ajuda os agricultores europeus a satisfazerem as nossas exigências em termos de alimentos, de ambiente e de espaço rural e assegura que estes tenham condições de vida razoáveis.

A PAC após 2013

Alimentos seguros, saudáveis e a preços acessíveis

Sabia que todos os anos os nossos agricultores produzem 10 milhões de toneladas de maçã, 140 milhões de toneladas de leite e 300 milhões de toneladas de cereais (só para citar alguns exemplos)?

A PAC apoia os agricultores da União Europeia na produção dos alimentos de que precisamos.

Cumpre essa missão, apoiando explorações e práticas agrícolas nos diferentes países e regiões da União Europeia, das familiares às de grande dimensão, das tradicionais às biológicas.

Respeita a rica diversidade das tradições agrícolas que tornam a gastronomia e os produtos alimentares europeus famosos em todo o mundo.

Um ambiente mais limpo

Sabia que determinadas áreas das explorações (pastos, faixas de proteção, etc.) não só moldam a nossa paisagem, mas também desempenham um papel-chave na preservação da biodiversidade e na luta contra as alterações climáticas? A PAC ajuda os agricultores a reservarem 5% das suas terras para superfícies de interesse ecológico.

Contamos com os agricultores para cuidarem dos recursos naturais, como os solos e a água, e para preservarem a biodiversidade, para nosso benefício e para benefício das gerações vindouras. Um espaço rural bem gerido, que apoia a natureza e a vida selvagem, é mais resistente às alterações climáticas e é essencial para a produção de alimentos seguros e nutritivos.

A nova PAC ajuda os agricultores a fazerem mais para proteger o nosso ambiente. Sujeita 30% dos apoios ao rendimento que os agricultores recebem através da PAC à adoção de práticas agrícolas sustentáveis, tais como a diversificação das culturas e a manutenção de zonas ecológicas. Também são atribuídos financiamentos adicionais para apoiar a agricultura biológica.

Um espaço rural dinâmico

Sabia que, atualmente, as indústrias agrícola e agroalimentar representam 46 milhões de postos de trabalho e 6% do PIB europeu?

A agricultura também diz respeito às comunidades rurais e às pessoas que aí vivem e trabalham. Metade da população da União vive em zonas rurais. Se não existissem explorações agrícolas nem agricultores, todo o tecido económico das nossas zonas rurais estaria em risco.

A nova PAC procura ajudar os agricultores europeus a manterem o espaço rural vivo. Ajuda os agricultores a modernizarem as suas explorações e a investirem noutros domínios para além da produção de alimentos, especialmente através de programas de desenvolvimento rural.

Atualmente, são cada vez menos os jovens que enveredam pela agricultura. Apenas 6% dos agricultores europeus têm menos de 35 anos. A nova PAC torna a profissão mais atrativa através de regimes especiais que apoiam os jovens agricultores durante os primeiros cinco anos de atividade.

A história da PAC

A Política Agrícola Comum (PAC) Europeia foi criada em 1962 para aumentar a produção de alimentos numa Europa marcada por anos de guerra e fome…

Monique Schalenbourg explica ao seu neto:

Este era o teu tetravô Emile. Durante a guerra, as pessoas passavam fome. Tínhamos de alimentar as pessoas da aldeia, e as que vinham de longe pedir comida. Depois da guerra, começámos a utilizar tratores e isso permitiu-nos produzir muito mais…

Extraído do vídeo Três Gerações de Agricultores video[1].


[1] Veja aqui o vídeo:

www.capexhibition.eu/pt/generations-of-farmers/historia-de-tres-geracoes-de-agricultores.html

Pode transferir uma história de ficção a partir da seguinte ligação:

http://bookshop.europa.eu/pt/the-story-of-three-generations-of-farmers-pbKF3111393/